terça-feira, março 08, 2011

6 anos

O dia 8 de Março não é, para mim, um dia qualquer. E nem sequer é o Dia Internacional da Mulher. Pelo menos desde 2005. Desde o dia 8 de Março de 2005 que este passou a ser o DIA D. Foi nesse dia que fui operada ao tumor que tinha no estômago. Foi esse o dia mais longo da vida dos meus pais, e do meu irmão, e do meu marido. E é desde essa data que, clinicamente, se conta a minha sobrevida. Como se tivesse renascido depois daquela operação. O conta quilómetros voltou ao zero.

Hoje de manhã, logo pela fresca, liguei à minha mãe, que não está em Lisboa, para lhe dar um beijo e agradecer por tudo o que tem feito por mim nestes últimos 6 anos. «Já que não posso agradecer também ao pai, agradeço-te a ti.» E ouvi-a chorar. E chorei com ela. De alegria, porque estou cá contra todas as expectativas, de saudades, porque, entretanto, o meu pai morreu.

E não deixa de ser engraçada a forma como vou sabendo mais coisas sobre esse dia. A minha mãe disse que a operação durou 8 horas e que ela e o meu irmão se dirigiram ao médico no fim para tentar saber como tinha corrido. Ele, que tinha cara de poucos amigos, mas que era a pessoa mais fantástica do mundo, agarrou na mão da minha mãe e disse qualquer coisa deste género: «a senhora é crente? Então peça a Deus. Eu fiz tudo o que estava ao meu alcance, limpei tudo o que podia. Peça para que ela seja uma das que ficam bem.» E ele fez bem, muito bem. Porque eu continuo cá e, ironia das ironias, ele também morreu entretato.

Dito isto, hoje quero é celebrar. Comer umas belas lapas grelhadas, regadas com um belo branco, comer bolo do caco com manteiga de alho... e dar muitos beijos aos meus homens.
Celebrar os meus seis anos!

11 comentários:

gata disse...

e nós contentes por te termos por aqui, minha querida, vamos celebrar contigo. à distância. beijos

mena disse...

parabéns, querida inês

Helena Barreta disse...

Muitos parabéns. Têm mesmo muito que celebrar e valorizar a vida, o amor, a família.

Felicidades.

Beijinhos

Cátia disse...

Já nao vinha aqui há uns tempos, mas fico feliz por encontrar este canto em tom de celebraçao!

Vive cada dia intensamente!
Beijinhos
CA

3Picuinhas disse...

O estranho é não te conhecer e conseguires que fique feliz por ti :) Aproveita muito bem a tua "nova" vida, gasta-a em coisas boas e sê, sobretudo, feliz. Um abraço grande

carolina disse...

:)

RAINHA MÃE disse...

Que história!! Não a posso considerar maravilhosa porque tem muita coisa triste pelo meio, mas dá para perceber que é uma verdadeira felizarda. Aproveita bem essa felicidade!!!

Anónimo disse...

Inês, só para dizer que és uma inspiração! O meu pai fez 3 anos em Janeiro. Uma história em tudo semelhante à tua. Um milagre. Só quem esteve num corredor de hospital 8 horas à espera sabe o que isso significa. Só quem esteve 8 horas a ser operado sabe o que isso significa. Milgagres existem. O meu ainda só tem 3 anos, mas há-de fazer 4, 5, 6 e muitos mais! Parabéns!

Sandra

Dulce disse...

O dia 8 de Março é o dia do meu aniversário. Pelos vistos também é o dia do teu aniversário. Parabéns!

S.L.B. disse...

De todos os 365 dias do ano, esse é o mais abençoado... ;-)

Bjs de quem preferiu a "desculpa" do Tony Carreira... :-)

Sofia. disse...

E apesar de não ser o seu dia de aniversário é caso para dizer:

"parabéns a você... muitos anos de vida!"

Um beijinho! :)