sábado, abril 05, 2014

Do amor

Porque nos dói a dor de um amigo? Às vezes dou comigo a pensar nisso. Às vezes a dor é funda, faz-nos faltar o ar, sentimos a cabeça a andar à roda e o chão a fugir-nos debaixo dos pés.
Uma má notícia relativa a um amigo deixa-me de rastos. Será que deve ser assim? às vezes penso se é suposto, se deve ser mesmo assim.
Há uns meses uma pessoa que me é próxima passou por um mau bocado e eu senti-me uma extensão da sua dor, de tão triste que estava como o que lhe estava a acontecer.
Passou-se o mesmo ontem. Apetecia-me tanto chorar, partilhar uma dor que não é minha mas que sinto como tal.
Será que é assim que medimos o quanto gostamos de um amigo, pelo impacto que a sua dor tem em nós?

3 comentários:

Bikitim disse...

É suposto, sim, IPQ. Do mesmo modo que somos a extensão da alegria, quando um amigo a experimenta - ainda que estejamos na fossa, saímos dela para o abraço que se impõe.

SMS disse...

<3

Helena Barreta disse...

Um abraço