quarta-feira, março 06, 2013

Help!

Numa semana e meia o Henrique dez xixi na cama 3 vezes, a última delas esta noite na minha cama. Resultado: tudo para lavar, incluindo o edredão que é enorme e não cabe na minha máquina. Vou ter de o levar à lavandaria e fazer um choradinho para o entregarem o mais rapidamente possível.
Esta noite entrei em desespero. Eram 5h da manhã, o dia de ontem não tinha sido famoso; eu estava cansada. Passei a noite a acordar com medo que ele fizesse xixi na cama e mesmo assim não o consegui evitar.
Não sei o que faça. Não sei se é a minha gravidez que o está a deixar inseguro, não sei qual a melhor terapia a aplicar, mas posso garantir que, depois do banho dado e de lhe ter trocado o pijama, quando reparei que nem o edredão se tinha salvo... Desatei a chorar... Ali à frente dele, o que não é nada bom. Ele, coitado, já se sente culpado o suficiente.
Help? Anyone? Ligo à pediatra? Digo que não aguento? Que temos mesmo de pensar em medicação? Estou a exagerar? O que sei é que ainda não são sete da manhã e eu estou no sofá, acordada...

9 comentários:

Patrícia Fernandes disse...

Olá "princesa", sei bem o k esta a passar, tenho uma filha com 6 anos e nunca conseguiu controlar a urina de noite, neste momento esta a tomar medicação e tem restrição de liquidos á noite( tem espinha bifida oculta, temos k a por a fazer xixi, por volta da meia-noite e mesmo assim ha dias em k não chega. No seu caso acho que deve ser alguma insegurança do miudo, tem k ter muita calma ( sei k á dias em k é dificil), evitar os liquidos depois do jantar e muito mimo. Bjs, tudo de bom.

Helena Barreta disse...

Só lhe mando um abraço.

Um beijinho

Mónica disse...

Olá Acho que tenho experiêcia nessa área. Nós tentamos tudo: -não dar líquidos, acordar 2 vezes durante a noite e pô-lo a fazer xi-xi estando ele a dormir ferrado; ...
Até que o pediatra decidiu (só aos oito anos) dar-lhe medicação.Foram só 3 meses um comprimido debaixo da língua e até hoje nada.
A irmã (5 anos) vai pelo mesmo caminho mas eu não vou esperar tanto tempo. Porque deixa-os tristes.
Espero ter ajudado

Anónimo disse...

Colocar uma fralda durante uns meses? Até que o período de adaptação ao mano passe?

Era o que faria, a par de tentar dar-lhe o máximo de segurança a nível emocional...

Deve ser bem difícil lidar com a situação... Boa sorte!

Catarina

Teresa I. disse...

De medicação não sei nada (nem sabia que existia) e o pediatra será a pessoa mais indicada para recomendar ou não, mas eu tb optaria pela fralda. Agora há os happyjamas da dodot, que são umas fraldas disfarçadas, precisamente para os mais crescidotes. Conversava com o Henrique para ele não se sentir um bebé e para perceber que é só para todos se sentirem mais confortáveis - para ele tb não será fácil acordar todo molhado e a cheirar mal... e depois, a tal segurança emocional. Não será fácil, mas não esquecer que ele tb está a sofrer com a situação. Tudo de bom e permite-me deixar um beijinho :)

Marju Alves disse...

É a primeira vez que passo aqui pelo seu cantinho. Quanto ao seu problema, como a compreendo...
O meu filho do meio começou a fazer quandoa airmã nasceu, tinha ele 4 anos. Foi até aos 9 anos. Por volta dos 5, levei-o à consulta de Nefrologia da Estefãnea e começou logo com a medicação. 1 comprimido foi rapidamente passado para 2, depois para 1 de manhã e 2 à noite e no final já tomava 2 de manhã e 2 à noite. Um belo dia, com medo de que eu contasse aos colegas que ele ainda fazia xixi na cama, ou porque simplesmente o corpo cresceu, disse-me: "Não faço mais xixi porque não me apetece tomar mais comprimidos" (sempre foi muito decidido). A partir desse dia, e tirando algumas vezes de meio/descuido (metade na cama e metade na sanita) correu tudo muito melhor. O xixi na cama, ao contrário do que se diz, é uma doença, do foro fisico ou psicológico mas ainda assim uma doença e tem de ser encarado como tal. Hoje o meu filho tem 15 anos! A irmã continua a ser uma tremenda chata e ele um tremendo teimoso! Hoje também já existem os famosos PIPI STOP, um aparelho que apita quando sente a urina que não havia então (tinha de se mandar vir de Espanha). Fale com um médido, especialmente com um nefrologista infantil, ele concerteza lhe dará a melhor solução. Bjos

Karma disse...

Olá!

Nós (estudantes de psicologia) em várias disciplinas falamos muitas vezes deste problema nos pequenitos, podem ter imensos motivos. Pode ser uma condição física e ai é mesmo melhor tomar medicação e talvez outras coisas, mas pode apenas ser o stress de vir um irmão mais novo.
Como é que ele reagiu à noticia? Reagiu bem? Já lhe explicaram o que implica vir um bebé novo? Será que ele sente que continua a ter um lugar muito caracteristico na familia e que a chegada do novo membro não vai mudar isso?
Não sei se ele antes dormia contigo mas vê só: basta ele sentir-se preocupado ou com medo de perder a atenção dos pais para originar (ainda que possa ser inconscientemente, claro) esse comportamento do fazer xixi na cama. Se fazer o xixi o leva para a vossa cama onde pode dormir com vocês então a ideia é "vamos continuar a fazer xixi na cama".
Volta e meia nas nossas aula falam-se dos casos de enurese nos miudos porque têm imensas variáveis que para nós podem ser insignificantes mas que eles associam e dão interpretações negativas e que os fazem ficar stressados.
Alguma dúvida manda mail: anafsilvauc2010@gmail.com - Ainda não tenho o diploma na mão mas tenho 2 pais psicólogos que dão uma ajuda, por isso qualquer dúvida, pergunta :) *

maria vitória silva disse...

Tenha calma minha querida! Tudo vai acabar bem!A sua criança está a sentir o "tapete" a fugir-lhe debaixo dos pés por causa do maninho que aí vem...Vai passar quando ficar segura de que o irmão não vem ocupar o seu "lugar"! Se o problema se arrastar no tempo, consulte um psicólogo - eles têm programas que ajudam a combater a enurese infantil-. Aconteceu o mesmo com a minha filha aquando do nascimento do irmão. Passou... hoje já é mãe e, por acaso,psicóloga.Não usei com ela os métodos que ela, depois de formada, me deu a conhecer para o combate à enurese, nem tão pouco a levei a um psicólogo... resolvemos o problema no seio familiar, com muito apoio, muita conversa, muito amor...mas demorou algum tempo. Por isso, recomendo-lhe ajuda psicológica. Beijinho grnde

Anónimo disse...

Olá, já é a segunda vez que leio este bolog e me identifico com "o que aqui vai". A minha mamã também fez uma grande viagem pela doença e agora os xixis...Bem, aqui nos xixis aconteceu o seguinte: o meu Dinis de 2 anos e 5 meses deixou as fraldinhas de dia e de noite ao mesmo tempo, no verão porque estava calor e tinha apenas 19 meses. Mas... de quando em vez passa umas noites que lá vem um "dicuido" (como ele diz) só que é um "dicuido" que permanece durante uns 3 ou 4 dias e depois desaparece por um mês ou mais... Também já perdi a calma e chorei de cansada,forrei a cama com protecções de urina mas, no seu caso...está grávida, talvez não fosse má ideia colocar uma "cueca disfarçada" de fralda e dizer-lhe, para estar mais à vontade. Uma amiga minha do trabalho aplicou esta sugestão e a fralda nunca teve uma gota de xixi, passou ao final de um mês para cueca normal. Boa sorte e um grande beijinho