domingo, outubro 07, 2012

Oficialmente deprimida

Ontem, enquanto via o "Eixo do Mal" na SIC Notícias, fiquei oficialmente deprimida. Eu, que me considero uma optimista, que me desdobro a trabalhar, que acho que há sempre uma solução para tudo... fiquei oficialmente sem chão. Acho que muitos de nós ainda não nos apercebemos de como vamo todos ficar pobres. E não me lixem dizendo que o bom é a pobreza generalizada, que isso é conversa de gente miudinha. O bom é que todos vivam melhor. E não é aniquilando de vez com uma classe média que ainda faz mexer a economia que o vamos conseguir. Como é possível que aqui em casa passemos a pagar tantos impostos como o Ricardo Salgado? Como é que é possível que um agregado familiar em que os dois membros do casal ganhem 80 mil euos brutos por ano (o que dá mais ou menos 2 mil euros cada um por mês) passe a ser tratado como milionário?
Eu sei que há muita gente que não ganha um décimo disso. E eu sou a favor de que quem ganha mais deve descontar mais, não é isso que está em causa. O que me frustra, o que me desanima, o que me assusta, é perceber que estão a considerar rico quem não é, taxando da mesma forma os que ganham 2 mil euros liquidos por mês e os que ganham 30, 40 ou 50 mil. É a isto que chamam justiça fiscal? Que eu deixe 66% do meu ordenado ir para um governo que nos rouba todos os dias, que anda num desnorte, que não sabe o que fazer, que não tem coragem de cortar onde deve?
Isto já para não falar dos restantes impostos.
Todos temos de fazer ajustes. Mas alguns vão passar por despedir pessoas que precisam dos salários que auferem para sobreviver. E como eu estarão muitos que, a partir de Janeiro, vão despedir empregadas, tirar os filhos dos colégios privados... vida de ricos, dirão alguns.... mas não. é simplesmente parar a economia... parar o país. E fazer crescer muito, mas muito mesmo, a miséria.

1 comentário:

Mãe disse...

Sim tb acho q estamos todos fadidos :( e mal pagos...