segunda-feira, outubro 11, 2010

Pode não parecer

mas a minha vida está numa roda viva. Não aquela em que vivia, em permanente agonia, sempre à beira de um ataque de nervos (embora com a carteira bem mais recheada do que agora). A minha vida está uma roda viva (e a minha carteira consideravelmente mais vazia e sem subsidio de Natal), mas eu estou mais feliz. Se tenho stresses? Tenho. Se tenho medos ? xi pá, nem se fala, medo que as coisas não resultem, que o FMI entre por aqui a dentro e faça disparar ainda mais os impostos, medo de bloquear e não ter mais ideias interessantes, de não conseguir responder ao que se espera de mim. Se fico chateada? Sim, também fico chateada e preocupada e com a neura. Mas ando mais feliz, e vou a pé para o trabalho, e posso vir almoçar a casa, e gosto do que faço, e ninguém me grita, e não tenho de esperar eternidades que alguém se decida sobre coisas que têm mesmo de ser feitas.
Eu ando tao contente com o que estou a fazer que até tenho medo que as coisas descambem...

6 comentários:

Helena Barreta disse...

Que boas notícias. Nesta situação aplica-se, então, o velho ditado que diz "o dinheiro nem sempre traz felicidade".

Beijinho

Anónimo disse...

deixei um comentario no seu post do prefixo sobre.

Sandra disse...

E isto lê-se com uma sensação de sinceridade e esperança no futuro que até dá alento!!
Muito boa sorte!!

Catarina disse...

Que bom! ou melhor que maravilha!

Tina disse...

Há tanta coisa na vida que realmente não tem preço, não é?

Tanita disse...

Quando menos esperamos as coisas correm-nos melhor, apesar de outras à nossa volta estarem catastróficas. Temos de aproveitar estes momentos.