sexta-feira, junho 18, 2010

Pontadinha de inveja

Ontem, durante o nosso fantástico jantar das quintas-feiras, percebi, numa mesa ao lado, que outra cliente habitual das quintas-feiras, dizia à empregada que estava grávida. Do terceiro. E senti, confesso, inveja daquela felicidade, da mão na barriga, dos sorrisos c´mplices dos irmãos.
É assim, a vida.

3 comentários:

Helena Barreta disse...

Sou mãe de um só filho, mas gostava de ter tido mais. Mas não fiquei, nem fico a matutar nisso, valem-me os 8 sobrinhos e de 3 deles, já tenho 6 sobrinhos-netos.

Um beijinho

princesa das estrelas disse...

Obrigada pelas suas palavras, Helena.Mas, infelizmnete, não sinto conforto nas suas palavras. Eu não tenho mais filhos porque, do ponto de vista médico, não devo. E isso deixa-me triste.

Helena Barreta disse...

Sei bem o que isso é. Sei bem que não há palavras que nos animem.

Naquela reunião o médico disse-me: "os ovários, esqueça, são para tirar", "não esteja assim, já não tem um filho?". Impossibilitada de ter mais filhos, biológicos, pelo menos, foi, como sei que consegue entender, aquele choque.

Também sinto essa mágoa, mas agarro-me ao pensamento, antes só com um filho e saudável do que ter mais filhos e não ter tempo para os ver crescer.

Um abraço afectuoso