quinta-feira, março 18, 2010

quinta-feira atípica

Hoje não houve história na minha cama, nem festinhas boas na cabeça. Hoje a nossa noite foi bastante atípica. Ele portou-se bem (ainda ensaiou uma birra na Fnac porque não lhe comprei uma nave da Star Wars); tivemos o nosso jantarinho no Buenos Aires; fez um desenho para a Laura (a empregada do restaurante de quem ele mais gosta); ouviu parte do relato do Benfica enquanto jantávamos... mas não houve mimos. Porquê? Porque amãe teve de ficar a desarrumar os mais de 1000 livros que compõem a estante da sala.
E porquê? Porque os ... (eu nem vou dizer o nome que me passa pela cabeça) da Genesis, que fizeram a nossa estante de livros, que, diga-se de passage, ficou muito mal feita, só amanhã vêm trocar as mais de trinta prateleiras com defeito e ilhargas mal furadas. E não me levem a mal a indignação, porque estou a falar de uma estante que custou mais de mil euros e que estava tão mal acabada que fazia com que as minhas estantes do Ikea de 100 euros parecessem um luxo. E, para compor o ramalhete, estamos a falar de uma estante que foi entregue em Dezembro e da qual reclamei no próprio dia em que foi montada, mais precisamente, assim que cheguei a casa.
E fico particularmente chateada porque, como só me avisaram hoje à tarde, tive de comprometer o meu serão de quinta-feira com o meu filhote.
A única coisa boa foi que encontrei um livro maravilhoso do alves Redol, "Constantino guardador de vacas e de sonhos, que lhe vou começar a contar já amanhã.
E agora vou a correr para a cama dar-lhe muitos e muitos beijinhos

1 comentário:

talmaetalfilha disse...

O Constantino que sonhava construir um barco que o levasse a Lisboa ;) Excelente livro!